Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
Bem-vindo à GS1 Brasil A Linguagem Global dos Negócios
Navegar para Cima

Skip Navigation LinksGDSN

GDSN

GS1_Capture_Icon_WithLabel.pngToda empresa tem um banco de dados com informações sobre os produtos que fabrica, vende ou compra. Estes bancos de dados funcionam com um catálogo usado para fazer pedidos e gerenciar fornecedores. A sincronização e alinhamento constante dos dados cadastrais entre os sistemas das empresas e dos seus parceiros comerciais assegura que as informações atualizadas estejam em todos os sistemas automaticamente. Qualquer mudança feita no banco de dados de uma empresa é imediatamente fornecida para todas as outras empresas que fazem negócio com ela.

A Rede Global de Sincronização de Dados GS1, ou GDSN, é um ambiente global automatizado, baseado nos padrões do sistema GS1, que viabiliza a sincronização dos dados de forma segura e contínua, permitindo a todos os parceiros obter dados consistentes sobre os itens em seus sistemas de modo sincronizado.

A Rede Global de Sincronização de Dados GS1 conecta clientes/compradores e fornecedores ao GS1 Global Registry®, por meio de datapools certificados pela GS1 GDSN®.

A entidade de padrões que governa a GDSN é a GS1, e a GS1 Brasil é a organização membro que a representa no mercado brasileiro.

Datapool é o nome técnico dado aos provedores de solução que oferecem o serviço de sincronização. Podemos chamá-los também de operadores de catálogos eletrônicos.


 Por que Sincronizar os Dados?

Hoje em dia, os parceiros comerciais enfrentam custos elevados e desnecessários, devido a problemas com dados cadastrais, tais como informações ineficientes e inadequadas sobre a cadeia de suprimentos e a transferência de dados. Além disso, a globalização do comércio gerou a necessidade de tornar ágil o fluxo de mercadorias entre as empresas e melhorar o controle dos processos da cadeia de suprimentos, os quais podem ser alcançados por meio da sincronização das comunicações entre os parceiros comerciais.

A sincronização e alinhamento constante dos dados cadastrais entre os seus sistemas e os sistemas de seus parceiros comerciais, irão assegurar que as informações atualizadas estejam em todos os sistemas automaticamente. Qualquer mudança feita no banco de dados de uma empresa é imediatamente fornecida para todas as outras empresas que fazem negócio com ela. Isto permitirá comercializar local, regional e globalmente, aumentar a exatidão dos dados entre sua empresa e os seus parceiros comerciais e eliminar custos em toda a cadeia de suprimentos.

A sincronização global dos dados é um forte alicerce sobre o qual os benefícios totais da colaboração eletrônica podem ser alcançados e medidos, sendo que a colaboração eletrônica sem a sincronização de dados irá perpetuar apenas a troca de dados inconsistentes entre os parceiros comerciais.

 Como funciona a GDSN?

Dentro da GS1 GDSN, os itens comerciais estão identificados utilizando a única combinação de GTINs e GLNs do data source (fornecedor, distribuidor ou agente) e o mercado-alvo (o país no qual o item comercial pretende ser vendido), enquanto as entidades (todos os parceiros comerciais) estão identificados com um GLN.

O modelo GDSN utilizado suporta uma rede de data pools interoperacionais certificadas. Os fornecedores e cliente/compradores podem ter um único ponto de acesso à GS1 GDSN por meio de um data pool certificado pela GS1 GDSN®; no entanto, as necessidades de negócio podem exigir pontos de acesso múltiplos, o que também é possível.

Os fornecedores e clientes/compradores que queiram sincronizar os dados de itens e locais (parceiro comercial) uns com os outros devem seguir os cinco passos mencionados abaixo:

GDSN.jpg 

1. Carregamento do Dado: O Fornecedor registra seus dados (ou o catálogo de produtos) no Datapool de Origem;

2. Registro do Dado: Um subconjunto desses dados é enviado para o GS1 Global Registry®. Esse registro global atua como um coordenador de informações, ou seja, é ele quem indicará em qual datapool está a informação que será sincronizada entre os parceiros. De maneira análoga, o GS1 Global Registry® (ou Registro Global) pode ser comparado às páginas amarelas de uma lista telefônica. Por meio dessa lista, temos algumas informações dos contatos que nos interessam, como nome, endereço e telefone. Portanto, é essa lista, que irá me fornecer os dados mínimos para que eu encontre quem eu estou procurando e me comunique com o contato.

3. Requisição de Subscrição: O Comprador, por meio do Datapool, faz a subscrição para receber os dados do Fornecedor.

4. Publicação do Dado: Se o Vendedor aprovar, o Datapool publicará a informação solicitada pelo Comprador.

5. Confirmação do Destinatário: O Comprador envia uma confirmação para o Fornecedor por meio do Datapool, encerrando o ciclo de comunicação.

 Certificação

A troca de informações padronizadas só é atingida se todos os data pools e o GS1 Global Registry® estiverem rigorosamente de acordo com os padrões de certificação de desempenho técnico e operacional.

Há vários critérios com os quais os data pools e o GS1 GDSN e, assim, permitir que se juntem à rede. Esses critérios incluem a conformidade com os padrões do sistema GS1, confidencialidade, integridade da informação do usuário e a interoperabilidade, ou seja, a comunicação entre os diversos data pools certificados.

 Benefícios para a Indústria

  • Itens disponíveis para venda com mais rapidez;
  • Melhora no processo de vendas – redução de erros dos pedidos;
  • Redução na inconsistência de dados;
  • Colaboração entre parceiros.
  • Um único canal para publicar os itens.
  • Menor tempo de lançamento de novos itens para seus parceiros comerciais;

 Benefícios para o Varejo

  • Redução de ruptura na gôndola, uma vez que os dados estão alinhados com antecedência;
  • Redução da operação de cadastro – pessoas podem ser realocadas para outros projetos;
  • Colaboração entre parceiros;
  • Redução no custo logístico;
  • Melhor dimensionamento dos itens para o transporte;
  • Redução do estoque de segurança.

 As Bases da Sincronização Global de Dados

Em uma relação comercial, é preciso definir:

  • QUEM é?
  • ONDE está?
  • O QUE comercializa?
  • Em QUE mercado vai comercializar?
  • COM QUEM está comercializando?

Com a GDSN os itens comerciais são identificados usando uma única combinação das Chaves de Identificação GS1:

Número Global de Identificação (GLN), utilizado para identificar entidades legais, parceiros comerciais e locais físicos na cadeia de suprimentos.

Número Global de Identificação do Item (GTIN), atribuído a qualquer produto ou serviço que tenha preço, possa ser pedido ou faturado entre parceiros comerciais, ou excepcionalmente, um item pré-definido de forma padronizada, que necessita ser identificado em qualquer ponto da cadeia de suprimentos.

E por Identificadores-Chave da GDSN:

Mercado-Alvo (TM), identifica o mercado em que os itens serão comercializados. Por exemplo: Brasil, Chile, etc.

Classificação Global de Produtos (GPC), a GDSN utiliza a ferramenta global GS1 GPC, que assegura que os produtos serão classificados correta e uniformemente. Essa ferramenta fornece aos compradores e vendedores uma linguagem comum e global de agrupamento de produtos em categorias similares.

 Vídeo