Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
Bem-vindo à GS1 Brasil A Linguagem Global dos Negócios
Navegar para Cima

Skip Navigation LinksAplica%25C3%25A7%25C3%25A3o-de-RFID-na-Biomecanica

Compartilhe:

Aplicação de RFID na Biomecânica

Desde 1988 especializada em próteses ortopédicas, quando iniciamos nossas atividades, focamos na confiança do médico, no compromisso com o paciente e principalmente no relacionamento com o distribuidor, e com isso nos estruturamos através de três pilares estratégicos: a inovação, a qualidade e a pesquisa. 
Trabalhamos comprometidos com a saúde e para isso fornecemos os melhores implantes, instrumentais e serviços. Os nossos colaboradores são valorizados acima de tudo e nossas ações são bem direcionadas em valores essenciais nos dias atuais, como ética, respeito e responsabilidade. Somos loucos e apaixonados por biomecânica. Somos Biomecanica.

O início:
Foi um sonho que deu início à Biomecanica, um sonho de ajudar na recuperação do paciente. Com esse pensamento, o nosso presidente, José Roberto Pengo, transformou um papel em branco e um lápis em ferramentas para a criação de um fixador externo. O fixador foi o precursor da nossa empresa e até hoje nos serve de inspiração, pois através dele enxergamos sonhos e projetos, que como ele, podem virar realidade e histórias de superação.

Dia-a-dia:
Mais do que metros quadrados em uma fábrica com máquinas e equipamentos, somos pessoas comprometidas com a saúde, esta é a nossa missão. Nossos produtos em linha vão além da reabilitação física, pois carregam dentro de si a essência da vida. Somos reconhecidos porque acreditamos no mercado ortopédico e projetamos nossos produtos com o pensamento sempre no usuário final. O paciente!

Desafios:
Estamos em plena evolução e sempre buscamos o melhor para os nossos pacientes, para isto investimos em novos conhecimentos, como a nanotecnologia e biomateriais. Criamos a Linha Orion SP em conjunto com empresas, com o governo e universidades da Suíça, garantimos qualidade e inovação, dessa forma, proporcionamos a internacionalização dos nossos produtos, tornando-os reconhecidos mundialmente.

Projeto RFID:
A aplicação do RFID tem como objetivo realizar o rastreamento de mercadorias ortopédicas e aumento de produtividade em todos os setores que necessitam de conferência nas movimentações dos produtos.

Data de início de implantação: 21/12/2015

Fábrica/Centro de Distribuição:
• Impressão de etiquetas
• Entrada no estoque de produtos acabados
• Faturamento/Expedição de mercadorias

Previsibilidade e planejamento:
•  Inventário

 Da teoria à prática | Sobre o projeto

Descrição do problema 
O processo de expedição de mercadorias é feito utilizando código de barras, sendo todos os itens conferidos um a um. Esse é um processo lento, e sujeito a erros. Além disso, demandas não previstas são comuns, visto que os produtos são utilizados no atendimento a vítimas de acidentes, portanto um processo de expedição veloz e eficaz se faz extremamente necessário.

Objetivos do projeto
Este projeto tem como foco o aumento da agilidade nas movimentações e conferências de produtos ortopédicos no processo de armazenamento e expedição. A aplicação da tecnologia RFID visa a redução do lead-time entre os processos envolvidos (inventário, entrada e saída do estoque).

Descrição da Aplicação 
Todas as movimentações são controladas pelo ERP Data Sul. A aplicação desenvolvida e integrada ao ERP foi dividida nos módulos descritos abaixo:

Fabrica/Centro de Distribuição

• Impressão de etiquetas
Duas impressoras Zebra, modelos RZ400 e ZT410, são responsáveis pela impressão de aproximadamente 90 mil etiquetas RFID ao mês utilizadas na identificação dos itens, num total estimado de 800 mil até o dado momento.

• Entrada no estoque de produtos acabados
Os implantes ortopédicos, identificados e etiquetados logo na saída da linha de produção, são transferidos para duas possíveis áreas, armazenagem estéril ou não estéril. Cada uma dessas áreas possui um portal RFID, administrado pelo middleware Monitor iTAG, responsável por identificar cada entrada de item.

• Faturamento/Expedição de mercadorias
Após faturamento e emissão da nota fiscal, um pedido de separação é enviado ao estoque. Realizado o processo de picking, todos os itens são enviados ao portal RFID, onde o middleware verifica se o que foi separado confere com o material descrito na nota fiscal de venda, sendo embalados e despachados em seguida.

Previsibilidade e planejamento:

• Inventário
Foi desenvolvido um processo de inventário onde o responsável, utilizando um leitor RFID portátil, realiza a contagem dos itens disponíveis no estoque.

 Participantes

iTAG Tecnologia
Zebra
Acura global
EM Microeletronic

 Resultados alcançados

Fabrica/Centro de Distribuição

• Entrada no estoque de produtos acabados

Antes:
O processo de entrada nos estoques (estéril e não estéril) era realizado lendo o código de barras de cada um dos itens produzidos. Esse processo era ineficiente, não permitia uma visibilidade em tempo real dos níveis de estoque, afetando o processo de venda e separação.
 
Depois:
O novo processo de entrada dos produtos no estoque é feito utilizando um portal RFID, onde os itens não precisam ser lidos um a um, basta aproximar a caixa contendo todos os produtos da área de leitura para que os itens sejam identificados e o ERP seja informado da disponibilidade dos mesmos. 

• Faturamento/Expedição de mercadorias

Antes:
O antigo processo de expedição era composto por checkouts, onde cada uma das peças de cada pedido tinha seu código de barras lido, levando em média três horas para a conferência de um pedido com 200 peças. Vale mencionar que os pedidos são compostos por muitos kits, e cada um desses era aberto, conferido e lacrado no momento da conferência, o que explica a baixa eficiência no processo. 

Com um fluxo mensal de aproximadamente 5 mil itens, horas extras eram constantes, gerando um custo operacional extra.

Depois: 
O novo processo de expedição RFID permitiu uma redução de 25% do número de funcionários dedicados. O portal consegue verificar os kits sem a necessidade de abri-los, juntamente com todos os outros itens do pedido, de uma só vez. O tempo de processamento das mesmas 200 peças caiu para algo em torno de 30 min e a taxa de erro foi a zero.

Funcionários foram realocados a outras funções, horas extras não se fazem mais necessárias e o nível de serviço aumentou, permitindo melhor gerenciamento das vendas de emergência, aqueles pedidos quem visam atender pacientes que sofreram algum tipo de acidente.


Previsibilidade e planejamento:

• Inventário

Antes:
O processo de inventário baseado em código de barras levava uma semana ser completado, já que se fazia necessário a leitura de cada um dos itens. Aqueles produtos que eram acondicionados em pacotes, precisavam ser abertos, contados e reembalados, aumentando o tempo do processo.

Devido ao tamanho do esforço dispendido, apenas um inventário era realizado em cada ano.

Depois:
Não se faz mais necessário levar cada um dos itens a uma área de leitura, os funcionários, munidos de leitores RFID vão até as unidades de armazenamento e realizam a contagem dos itens.

A tecnologia RFID permitiu que o tempo necessário para a realização do processo de inventário fosse reduzido para apenas dois dias, sendo assim, a contagem é pode ser feita sempre que a administração ache necessária.

Outros benefícios:

Outros ganhos providos pela aplicação da tecnologia RFID aos processos foram o aumento da capacidade de faturamento diário da empresa, que se tornou proporcional à redução do tempo de processo na área de expedição, otimização de produtividade para cada colaborador e aumento na exatidão da contagem dos estoques, o que impacta diretamente nos departamentos financeiros, fiscal, comercial e de produção.