Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
Compartilhe:

Automação de cargas logísticas na rede DIA%

Logo_Dia_01.jpg
A rede DIA% nasceu na Espanha, em 1979, e por meio de um agressivo ritmo de expansão conquistou seu espaço em cinco países: Argentina, Brasil, China, França e Portugal, estando entre as redes de distribuição que mais crescem no mundo. Hoje já conta com mais de 9.000 lojas, entre próprias e franquias, 45 plataformas logísticas e cerca de 50.000 colaboradores.

Desde 2001 no Brasil, a rede DIA% trouxe um conceito inovador ao varejo brasileiro, diminuindo custos para garantir ao cliente a compra perto de casa ao menor preço, com a certeza de um bom negócio sempre.

O modelo de atuação do DIA%, denominado Hard Discount, tem como principais características:

 Otimização de custos em toda a cadeia, desde os centros de distribuição até as lojas;
• Preços significativamente mais baixos que os da concorrência;
• Organização enxuta;
• Lojas de proximidade, de até 1.000m² e com estrutura simples;
• Produtos de marca própria com excelente custo-benefício.

Até dezembro de 2014, o DIA% contava com mais de 7.000 funcionários no país, com 7 centros de distribuição e com mais de 500 lojas, presentes no Estado de São Paulo, Rio Grande do Sul e Minas Gerais. 


 Da teoria à prática | Sobre o projeto

etiqueta_Dia_gs1brasil.jpg

Em linha com sua característica de otimizar custos em toda a cadeia, desde os centros de distribuição até as lojas, o DIA% desenvolveu um projeto de automação de recebimento, movimentação e expedição de cargas logísticas com o uso da tecnologia de identificação e captura de informação com códigos de barras padrão GS1. Este padrão já é amplamente utilizado em sua empresa na Espanha. Por isso, entrou em contato com a GS1 no Brasil para entender mais sobre o padrão.

A GS1 Brasil passou todas as informações técnicas e o passo-a-passo de como implementar o sistema GS1. Mediante as orientações da organização, convidaram-se alguns fornecedores que já atuavam com o padrão GS1-128, devido a facilidade e rapidez de implementação, explicou-se o projeto que obteve o apoiado de 100% dos fornecedores.

Para ajudar na compreensão do padrão utilizado, a GS1 Brasil ministrou 3 treinamentos junto aos fornecedores.

Além da parte da etiquetagem vinda dos fornecedores, o DIA% também precisou adequar seus WMS para tratar o código de barras GS1-128 além de adquirir leitores e coletores que pudesse ler este padrão.

Foram adquiridos equipamentos de leitura e o WMS foi preparado pela equipe interna de TI do DIA%.

Os principais Objetivos do projeto foram:

• Eliminar os erros que se produzem inevitavelmente na digitação manual;
• Economia de emissão de etiquetas nos Centros de Distribuição;
• Redução do tempo de descarga na plataforma de recebimento;
• Melhoria no cumprimento dos pedidos, aumento e precisão nas entregas dos fornecedores;
Ganho na produção e movimentação dos estoques;

Parceiros Envolvidos

Os participantes que fizeram parte da primeira fase de implementação foram:

• Unilever Brasil LTDA 
• Nestle Brasil LTDA
• Pandurata Alimentos LTDA

Estas empresas passaram a enviar para o DIA% cargas e caixas paletizadas com o padrão de codificação GS1-128

 Resultados Alcançados

Tempo médio de recebimento

O centro de distribuição (CD) da rede DIA% gastava em média 30 minutos para finalizar o processo de recebimento, considerando:

  • Incluindo descarregamento, 
  • Emissão de etiquetas, 
  • Gravação no sistema, e 
  • Armazenagem. 

Com o modelo de recebimento automatizado usando como base a leitura o padrão GS1-128, o tempo médio de recebimento será de, no máximo, 12 minutos.

REDUÇÃO DE 60% NO PROCESSO DE RECEBIMENTO


dia_gs1brasil_tempoMediaoRecebimento.jpg

 Benefícios nos processos

Custo médio mensal por etiqueta

No modelo antigo, o DIA% era obrigado a imprimir etiquetas para identificar a carga e fazer recebimento. Para suportar esta necessidade há um custo envolvendo: as etiquetas, a impressora, manutenção da impressora, além de atividades operacionais e administrativas.

Considerando apenas o item etiquetas, temos a seguinte situação:

  • Valor unitário de cada etiqueta RF: R$ 0,03 
  • Gasto médio mensal de: R$63,00 por fornecedor 

Com o novo modelo de recebimento automatizado usando como base a leitura do padrão GS1-128, não haverá despesas com etiquetas, gerando economia média de R$ 3.000,00 a.a, aproximadamente.

REDUÇÃO DE CUSTO DE R$ 3.000,00

dia_gs1brasil_pallets.jpg

 Próximos passos

No projeto de recebimento automatizado com o código de barras, a próxima etapa é agregar novos fornecedores durante o ano de 2015.

 Vídeo