Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
Bem-vindo à GS1 Brasil A Linguagem Global dos Negócios
Navegar para Cima

Skip Navigation LinksIsofarma

Compartilhe:

Identificação de ampolas com GS1 DataMatrix na Isofarma Industrial Farmacêutica

isofarma1.jpg

Empresa farmacêutica do mercado hospitalar brasileiro, fundada em 1997, ao longo de 10 anos de mercado, mantém um ritmo de crescimento acelerado graças à dedicação, profissionalismo e pesados investimentos em tecnologia aliados à alta qualidade de seus produtos. Estes fatos resultaram na liderança do mercado de Soluções Parenterais de Pequeno Volume (SPPV).

Os investimentos realizados abrangem todos os setores da empresa, permitindo alcançar o nível máximo de excelência e eficiência em todos os processos. Assim, segue preparada para ser uma das maiores e mais confiáveis empresas farmacêuticas do mercado hospitalar brasileiro.

Tem como principal missão salvar vidas, além de: desenvolver, fabricar e comercializar produtos inovadores e diferenciados garantindo a satisfação dos clientes, a rentabilidade do negócio, o respeito ao meio ambiente e a valorização de seus colaboradores. Sua visão é ser a maior empresa brasileira fabricante de soluções parenterais de pequeno e grande volumes, sendo reconhecida pelo mercado como referência no setor em termos de qualidade, segurança, agilidade e inovação, com forte presença de seus produtos nos hospitais de referência.

A Isofarma segue cultivando valores como: ética e transparência, empreendedorismo e inovação, valorização e estímulo aos colaboradores, sustentabilidade, qualidade, satisfação dos clientes, foco nos resultados e respeito à vida. A empresa está em expansão. Ao final de 2012, sua planta fabril ocupava uma área construída de 14.400m². A sede está localizada a 22 km de Fortaleza/CE e ainda está presente em todos os estados do país por meio de representantes.

 A motivação para o projeto

Foi a partir de solicitação e parceria com o Hospital Israelita Albert Einstein de São Paulo, em 2008, que a Isofarma iniciou o projeto de implantação do Código Bidimensional GS1 DataMatrix em suas linhas de produtos. A equipe alocada para o projeto verificou que o número de indústrias farmacêuticas que oferecem medicamentos identificados utilizando o código GS1 DataMatrix ainda era pequeno.
Então, a Isofarma, intermediada por seu corpo técnico farmacêutico com profundo entendimento de que a unitarização, identificação e reetiquetagem dos medicamentos em ambiente hospitalar está cercada de desperdício e insegurança, resolveu dar o primeiro passo rumo à utilização de padrões internacionais por meio da tecnologia GS1 Datamatrix.

O desperdício existente no processo de fracionamento (individualização dos medicamentos) abrange questões relativas à perda de tempo e dinheiro, uma vez que o processo de individualização dos medicamentos demanda tempo, mão de obra e o custo adicional de manutenção das etapas de reembalagem e reetiquetagem, além de erros que podem ocorrer com a identificação incorreta do item unitarizado.

A insegurança atinge diretamente o paciente. A unitarização em ambiente hospitalar possui responsabilidade direta na redução do prazo de validade do medicamento, uma vez que este precisou ser removido de sua embalagem primária original e foi reembalado. Para esta prática, conforme a publicação RDC 67/2007 da ANVISA, o processo de re-embalagem nas maquinas table-top, a validade do medicamento deve ser reduzida a 25% do tempo restante da data original do fornecedor. Há ainda possibilidade de falhas decorrentes de erros de digitação (nova identificação do medicamento, número do lote e dados referentes à validade do produto), podendo gerar error gravíssimos como a troca de medicamentos dados ao paciente.

Preocupada acima de tudo com a garantia de segurança do paciente e sua contribuição de forma mais assertiva no atendimento das necessidades de seus clientes e a segurança do paciente, a Isofarma hoje fornece medicamentos identificados com o código GS1 DataMatrix na embalagem primária (dose unitária).

Esse código é um padrão internacional de formatação da informação, recomendado para o setor da saúde, e que possui capacidade de armazenamento de grande quantidade de dados (adicionais ao GTIN - Global Trade Item Number, Número Global do Item Comercial). Os produtos da Isofarma identificados com o código GS1 DataMatrix possuem a seguinte informação:

(01) IDENTIFICAÇÃO do ITEM:
GTIN - Número Global do Item Comercial
(17) DATA DE VALIDADE
(10) N° DO LOTE

Ainda há fatores legais e técnicos que contribuíram para a implantação do código GS1 DataMatrix nos produtos da Isofarma, como o pioneirismo no atendimento ao sistema de controle de medicamentos sustentado pela Lei Federal Nº 11.903, de 14 de janeiro de 2009 e RDC Nº 59 de 24 de Novembro de 2009, que cita no Art. 4º: Fica definido o código de barras bidimensional (DataMatrix) como a tecnologia de captura e transmissão eletrônica de dados necessários ao rastreamento de medicamentos no Brasil. Enquanto aos fatores técnicos, o código GS1 DataMatrix foi escolhido pois trata-se de um código com possibilidades de expansão quanto ao total de dados inseridos (o que atenderá a possíveis alterações na legislação), pois comporta até 3200 caracteres e pode ser impresso diretamente na embalagem primária (possibilidade de aplicação em tamanhos reduzidos).
A Isofarma implantou o código bidimensional GS1 Datamatrix nas Soluções Parenterais de Pequeno Volume (SPPV) e nas Soluções Parenterais de Grande Volume (SPGV).
O projeto piloto teve por finalidade testar o domínio dos conceitos da codificação Datamatrix por parte da Isofarma, estudar o impacto real da implantação efetiva do padrão GS1 Datamatrix nas linhas de produção e garantir o fornecimento de produtos com qualidade aos clientes. O sucesso do projeto piloto foi alcançado devido às parcerias firmadas com grandes hospitais e com a GS1 Brasil. Por meio destes parceiros, foram recebidos diversos feedbacks positivos sobre os produtos desenvolvidos, como benefícios na leitura (adequação do local e do tamanho na impressão), por exemplo.

 Parceiros envolvidos

O projeto, coordenado junto ao Hospital Israelita Albert Einstein e a GS1 Brasil, foi realizado sob demanda do mercado e do próprio Hospital Israelita Albert Einstein (SP). A GS1 Brasil - Associação Brasileira de Automação ofereceu todo apoio e suporte técnico para a definição do padrão GS1 DataMatrix adotado.

Foram dados treinamentos técnicos in company e assessoria na implantação de qualidade de código de barras. O projeto contou com a adequação do sistema de codificação de rótulos. Foram adquiridos, equipamentos como: impressoras (compatíveis com a geração e a impressão de códigos bidimensionais) e leitores de códigos de barras compatíveis com a leitura de códigos de barras bidimensionais GS1 Datamatrix. E por fim, a adequação do layout de rótulos de forma disponibilizar um local para a impressão do código bidimensional GS1 Datamatrix.

“Compra de leitores específicos para ler o código bidimensional e os ajustes simples no sistema da empresa foram suficientes para atender às demandas dos hospitais" Francisco Fortes Botelho, da Isofarma (Foto: Isofarma Industrial Farmacêutica Ltda.)”

Para que este projeto se tornasse operacional e rotineiro, foram feitas parcerias com hospitais de referência nacional e internacional: Hospital Israelita Albert Einstein, Hospital Alemão Oswaldo Cruz, Hospital Sírio-Libanês, Santa Joana Pro Matre e Hospital Moinhos de Vento; fortes influenciadores dos benefícios da utilização da rastreabilidade de medicamentos por meio do código GS1 DataMatrix e com a própria GS1 Brasil - Associação Brasileira de Automação.

 Benefícios alcançados e lições aprendidas

Durante a execução do projeto, as lições aprendidas foram as mais variadas: não foi necessária a alteração do layout da fábrica. No momento da impressão da identificação do GS1 Datamatrix percebeu-se que as vibrações afetam a qualidade do código, o que impacta diretamente em sua legibilidade. Assim optou-se por trabalhar o código no formato quadrado, após testar outros formatos e verificar a melhor opção.

Por fim, constatou-se que a impressão tem melhor qualidade quando realizada em área de maior contraste e possivelmente em tamanhos reduzidos, o que o torna a opção compatível para ser inserida diretamente na embalagem primária.

A utilização do GS1 DataMatrix na embalagem primária dos produtos Isofarma (doses unitárias de medicamentos) oferece benefícios para as operações hospitalares e segurança ao paciente, incluindo a diminuição de erros de medicação, redução de custos mensuráveis (eliminação do processo de unitarização, seguido de reembalagem e reetiquetagem), possibilita uma melhor eficiência dos programas de gestão de estoque, rastreabilidade e atua ainda na prevenção da falsificação de medicamentos.

Além de garantir a seus clientes os ganhos supracitados, a Isofarma agregou a seus produtos um diferencial considerável. Tornou-se mais competitiva e a cada dia segue fortalecendo sua marca no mercado farmacêutico brasileiro. Obteve reconhecimento na aplicação do código GS1 DataMatrix aos seus produtos, recebendo da GS1 Brasil um troféu na Categoria Indústria Farmacêutica do XIV Prêmio Automação. E, prezando por manter o laço de confiança e credibilidade com seus parceiros, a Isofarma sempre está disponível para participar de eventos/seminários que ajudem a divulgar os benefícios e vantagens de se trabalhar com ocódigo GS1 Datamatrix.

Olá ,
Contamos com sua participação em uma rápida pesquisa sobre nosso portal!