Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
Bem-vindo à GS1 Brasil A Linguagem Global dos Negócios
Navegar para Cima

Skip Navigation Links5-formas-de-engajamento-atrav%25C3%25A9s-de-aplicativos--

Compartilhe:
05/12/2014

5 formas de engajamento através de aplicativos

Chamada de ‘App Economy’, a nova tendência de negócios feitos através dos aplicativos promete revolucionar a forma de se relacionar com a clientela do varejo. Em encontro com a imprensa nesta terça (2), o head de mobile e US Operations da agência F. Biz, Marcelo Castelo citou as práticas mais inovadoras de fidelização e engajamento de consumidores através de aplicativos. Em comum entre elas, o uso inteligente da geolocalização, a personalização das ofertas e da experiência de compra.

Para Castelo, hoje não existe mais barreira tecnológica e os aplicativos internacionais que funcionam lá fora poderiam muito bem serem aproveitados no varejo brasileiro. "Vamos acabar com o espírito de vira-lata! O Brasil tem a quinta maior base de smartphones do mundo", disse. A F. Biz tem clientes importantes no mercado e investe em tecnologias disruptivas. Foi ela quem desenvolveu o app da Netshoes, que identifica o tênis a partir da imagem captada pela câmera.

Roberto Grosman e Pedro Reiss, que dividem o cargo de CEO da agência, explicam que um dos fatores que os fizeram tomar a decisão de priorizar a tecnologia na publicidade de seus clientes e no desenvolvimento de projetos foi o resultado de uma pesquisa da Gartner, que projetava que em 2017, os CMOs (Chief Marketing Officer) das empresas gastariam mais com tecnologia do que os próprios CIOs (Chief Information Officer). Confira abaixo 5 boas táticas que já estão sendo usadas nos Estados Unidos para conquistar os clientes e que podem inspirar ações para o varejo brasileiro.

1) Target

Através do app da Target, a tecnologia de beacons (que detecta onde o cliente está) localiza em que setor da loja está localizado o produto que o consumidor procura e possibilita que ele pague pelo celular mesmo, evitando as filas.

O app também reúne cupons de desconto digitais e personalizados, que são identificados no caixa e o valor é subtraído da conta total na hora. Basta clicar.

2) Snip Snap

Este aplicativo inovou o conceito de cupons de desconto e tem sido aceito pela maioria das varejistas norte-americanas. O cliente tira uma foto do cupom de qualquer marca e o Snip Snap verifica textos, imagens, logotipos e códigos de barras.

Além de tornar a ação muito mais prática, já que o consumidor não precisa andar com cupons no bolso e evita que ele os perca, a revolução incide no fato de que o app compartilha esses descontos para todos.

Já são mais de 20 milhões de cupons disponíveis e o cliente é avisado pelo celular dos cupons disponíveis naquela loja assim que ele chega perto do local.

É um aplicativo que destrói o lucro do varejista, certo?

Errado. Conversando com um executivo do Burger King, Marcelo Castelo descobriu que é rentável para o varejo disseminar esses descontos, mesmo que seja para todo mundo.

“Neste caso, a marca não precisa gastar tanto dinheiro com propaganda tradicional – que está cada vez mais cara – para levar o público até à loja. E mais: estando lá dentro, é grande a probabilidade de o cliente gastar com outros produtos e não apenas com aquele que está com desconto”, explica.

3) Home Depot

Logo na entrada das lojas da rede varejista de materiais de construção, um banner incentiva o download do app da marca, que promete facilidade na localização de produtos, avaliações de outros consumidores e compra via mobile. Assim que o aplicativo é baixado, aparece um ícone na tela inicial do smartphone.

“Fiquei irritado que não chegava nenhum funcionário para me atender na Home Depot. Foi então que eu percebi que é justamente essa a intenção da empresa. Eles querem que você leia os reviews de outros clientes para escolher qual o melhor produto”, diz.

4) Starbucks

O mobile já é bastante utilizado pelos clientes da rede de cafeterias, cujas vendas pelo canal já representam 15% do total da companhia nos Estados Unidos. O cliente que estiver logado enquanto efetua a compra ganha uma recompensa, uma moedinha virtual. Quando ele atinge um determinado número de moedinhas, torna-se um cliente ‘gold’ e o refil do café é gratuito.

Mais que isso, o app é utilizado para fisgar clientes na calçada. Ao passar na frente da loja, ofertas personalizadas surgirão em seu celular imediatamente, baseadas nos últimos produtos consumidos no Starbucks.

5) Shazam

Este aplicativo foi utilizado pela Toyota, que no começo do vídeo publicitário do Camry para TV, oferece uma chance de o telespectador concorrer a um modelo novo do carro. O Shazam tem sido utilizado por muitas marcas do varejo para interagir com os comerciais televisivos.

Se estiver ativado no smartphone naquele momento, o app possui ainda a função de identificar por meio do som que aquele consumidor acabou de assistir à propaganda e enviar um conteúdo exclusivo referente ao comercial.

Marcelo Castelo também bate cita o Apple Pay como um dos grandes transformadores das relações de consumo. Além de tornar a compra mais prática e rápida, o app armazena o histórico de cada usuário, o que permite identificar o hábito de consumo de cada pessoa. “Essa forma de pagamento acumula milhas no cartão de crédito e gera fidelidade ao iTunes, pois cada compra é convertida em pontos no iTunes, que podem ser trocados por download de músicas”, comenta. Outro benefício, diz o head de mobile da F. Biz, é a segurança, já que não há risco de clonagem.


Fonte: No Varejo