Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
Compartilhe:
19/08/2015

Adoção de padrões globais GS1 de identificação impulsiona a cadeia coureiro-calçadista brasileira

Foram necessários apenas dois anos, a partir do teste-piloto do Sistema de Operações Logísticas Automatizadas (Sola), em 2013, para as empresas do setor coureiro-calçadistas do País começarem a sentir, na prática, os resultados da adoção da automação padronizada em toda a cadeia.

Um exemplo é a Via Marte, indústria de calçados femininos sediada em Nova Hartz (RS), uma das primeiras a investir no processo. A empresa apostou na otimização logística com efetiva redução de custos pela precisão, aceleração e integração nos processos de venda, produção, estoque, separação e despacho das mercadorias produzidas. A iniciativa, além de uma economia estimada em mais de R$ 500 mil, concedeu à empresa o Prêmio Direções Abicalçados na categoria Direções Industriais.

Integrar a indústria e o varejo no setor calçadista foi o objetivo da Abicalçados - Associação Brasileira das Indústrias de Calçados ao desenvolver a ferramenta web Sola em parceria com a GS1 Brasil – Associação Brasileira de Automação, Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), Assintecal, Associação Comercial e Industrial de Novo Hamburgo, Campo Bom e Estância Velha (ACI NH-CB-EV), Associação Brasileira dos Lojistas de Artefatos e Calçados (Ablac) e Instituto Brasileiro de Tecnologia do Couro, Calçados e Artefatos (IBTeC).

A necessidade da cadeia de suprimentos era obter o maior nível de precisão e agilidade na troca de informações e no fluxo de mercadorias, desde o recebimento da matéria-prima até a entrega do produto ao varejista. “Além de otimizar a gestão da cadeia de suprimento ao identificar os produtos, unidades logísticas, localizações, ativos e serviços com exclusividade, o software Sola permite soluções estruturadas para mensagens eletrônicas e, consequentemente, rastreabilidade das operações e produtos, uma questão cada vez mais fundamental”, destaca o presidente da GS1 Brasil, João Carlos de Oliveira.