Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
Compartilhe:
28/05/2015

Associação Brasileira de Automação-GS1 Brasil apoia a Frente Parlamentar Contra a Pirataria

Entidade participa da instalação da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Propriedade Intelectual e de Combate à Pirataria e trabalha na orientação da rastreabilidade de produtos na cadeia de abastecimento


Foi instalada nesta quarta-feira, dia 27, no auditório Freitas Nobre, na Câmara dos Deputados, em Brasília (DF), a Frente Parlamentar Mista em Defesa da Propriedade Intelectual e de Combate à Pirataria, que contou com a presença de dezenas de deputados e senadores e representantes das principais entidades de classe envolvidas com a questão. A Frente terá como presidente o deputado Nelson Marchezan Júnior (PSDB-RS) e como vice-presidente a senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM).

Seguindo os seus organizadores, a Frente Parlamentar tem o objetivo de fortalecer a inovação na economia brasileira e torná-la mais competitiva, uma vez que, de acordo com seu presidente, "o Brasil perde 92 mil postos de trabalhos por conta da pirataria e do desrespeito à propriedade intelectual, o que desestimula a inovação e a competitividade". Marchezan Júnior afirmou ainda que "o prejuízo para a indústria chega a R$ 4 bilhões anuais, sem contar a perda tributária de quase R$ 1 bilhão anual", acrescenta.

 

A Associação Brasileira de Automação-GS1 Brasil apoia essa ação ao lado de outras entidades representativas como a Associação Brasileira da Propriedade Intelectual (ABPI), o Instituto Brasileiro de Ética Concorrencial (ETCO) e o Fórum Nacional Contra a Pirataria e a Ilegalidade (FNCP). Segundo João Carlos de Oliveira, presidente da GS1 Brasil, "a implantação de padrões globais de identificação e comunicação na cadeia produtiva permitiria a rastreabilidade e o controle de todo o caminho percorrido pelos bens produzidos, da procedência da matéria-prima até a chegada ao cliente final". "O consumidor teria assim a segurança de adquirir produtos originais, inclusive quanto à integridade física de alimentos e medicamentos."

As melhores práticas e soluções de rastreabilidade são orientadas pela Associação Brasileira de Automação-GS1 Brasil aos seus associados em vários grupos de trabalho que visam a garantia da segurança do produto e do consumidor. Mais do que rastrear cargas, a importância do sistema de rastreabilidade, quando bem orientado, é permitir que todos os elos envolvidos em uma cadeia de abastecimento tenham conhecimento da origem de produtos. Só aquilo que está identificado pode ser rastreado. E é a numeração do código de barras que serve como referência para o princípio do processo de rastreabilidade, sendo a Associação Brasileira de Automação-GS1 Brasil a responsável por certificar esse código dos produtos.

Em Brasília, a Associação Brasileira de Automação-GS1 Brasil acompanha as ações conjuntas, realizadas em parceria com as entidades governamentais e de classes, com o objetivo de disseminar as soluções para a identificação da origem dos produtos e todo processo na cadeia de suprimentos. Dessa forma contribui para evitar os riscos e os prejuízos à população provocados pelo contrabando no Brasil. "Parceira do governo federal em diversas ações, a GS1 Brasil colabora na capacitação de servidores públicos para identificação de mercadorias por meio do código de barras, ressalta a gerente de Relações Institucionais da GS1 Brasil", Liliam Santos.