Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
Compartilhe:
09/12/2014

Consumidor está cada vez mais exigente e disputado, revela especialista

Aos 23 anos, o estudante do segundo semestre de Administração, Guilherme Oliveira, se prepara para assumir a empresa da família. O empreendimento, que começou em 2002, em Ubaitaba, no Sul do estado, nasceu de um sonho de sua mãe, Sandra Mary. Com o tempo, o pequeno magazine tornou-se um bom negócio, comercializando vestuário, cama, mesa e banho e artigos de armarinho, e hoje atende a um público consumidor de oito pequenos municípios próximos à Ubaitaba. Mas, além de ser o novo gestor, Guilherme quer inovar. “Funcionamos ainda de forma empírica. Não somos amadores, mas também não conseguimos ser profissionais. Não sabemos qual é mesmo o nosso faturamento real, se o que compramos está efetivamente sendo vendido e se o estoque, por exemplo, está parado há muito tempo”.

Guilherme foi um dos primeiros empresários da região a chegar a Itabuna para participar do Circuito Empresarial Sebrae, que aconteceu sexta-feira, às 19h, no auditório da Faculdade de Tecnologia e Ciências (FTC), com a presença de Regiane Romano, uma das mais importantes especialistas do cenário mundial em inovação e tecnologia no varejo. Mestre em Gerenciamento de Sistemas de Informação e doutoranda em Administração de TI, Regiane é a única especialista na América Latina a fazer parte do Comitê Europeu Internet of Things (Internet das Coisas), que está estudando a tecnologia para os próximos 20 anos.

No encontro, a pesquisadora apresentou aos lojistas a solução RFID (Radio Frequency Identification) para otimizar o varejo. Além disso, destacou o cenário competitivo mundial e o crescente nível de especialização do consumidor. “As pessoas não andam mais sozinhas. Andam em comunidade, se juntam virtualmente. O nosso concorrente está aqui ou a qualquer distância”, revelou Regiane a um público de mais de 300 empresários de pequenos negócios da região. “O público consumidor está cada vez mais exigente, bem informado e disputado”, completou.

Ela é autora do livro “Varejo & Tecnologia: O futuro do seu negócio passa por aqui”, apresentando as principais tendências tecnológicas aplicadas ao segmento. “Só através da inovação você vai conseguir sobreviver, independentemente do seu tamanho. E é preciso acabar com a ideia de que inovação custa caro. Você pode inovar com soluções simples”, garantiu.

“É justamente isso que eu procurava”, revelou Guilherme ao final do encontro. “O que foi visto aqui, a experiência do mundo inteiro, também pode ser aplicada a uma pequena loja de Ubaitaba, no interior da Bahia”, reconheceu o estudante.

Crescimento no mercado

O Circuito Empresarial está sendo realizado em diversas cidades do interior baiano. De acordo com o diretor técnico do Sebrae, Lauro Ramos, que esteve presente no encontro, esta oportunidade de melhorar o varejo por meio do conhecimento possibilita uma maior produtividade e competitividade dos pequenos negócios. “Estamos levando orientações sobre como vencer os desafios do crescimento e adotar estratégias em inovação e tecnologia para a realização de novos investimentos nas empresas”, assegurou. “Isolados, nós não temos a menor possibilidade de irmos em frente”, completou.

Para a gerente regional do Sebrae Ilhéus, Claudiana Figueiredo, com o circuito, os empresários varejistas visualizam o potencial de seus negócios e a segurança quanto à sobrevivência dos empreendimentos com margens evolutivas de resultados. Durante o evento em Itabuna, a gerente apresentou aos empresários o detalhamento do Sebraetec, um instrumento do Sebrae que permite à micro e pequena empresa e ao produtor rural, de qualquer setor econômico, o acesso subsidiado a serviços em inovação e tecnologia. O empresário, por meio da consultoria Sebraetec, terá apoio de até 80% do custo total do atendimento.

O Circuito Empresarial é uma realização do Sebrae, com o patrocínio do Instituto Rede e do Banco do Nordeste, as parcerias da Federação da Câmara de Dirigentes lojistas (FCDL), Câmaras de Dirigentes Lojistas locais (CDL), Federação das Associações Comerciais do Estado da Bahia (Faceb), Sistema Fecomércio Bahia, associações comerciais e sindicatos patronais e o apoio do Jornal Correio.

Agência Sebrae de Notícias Bahia