Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
Compartilhe:
27/02/2014

GS1 demonstra leitura de código de barras com Google Glass

​Durante o Mobile World Congress, em Barcelona (Espanha), a GS1 faz a primeira demonstração na Europa da leitura de códigos de barras por meio de dispositivos móveis, usando o Google Glass, a plataforma do Google que gera cada vez mais interesse pelo mundo. Desenvolvida em colaboração com o Open Mobile Alliance (OMA) e o instituto de pesquisa suíço Icare, a solução permite que o usuário receba informações confiáveis sobre produtos como, por exemplo, conteúdo nutricional ou receitas relacionadas, que podem ser adaptadas segundo preferências pessoais. Outras possibilidades são visualizar ofertas ou análises de outros consumidores, compartilhadas em redes sociais.

  
Acompanhe nossas atualizações no Facebook ​e no ​LinkedIn.
 
A GS1, organização de padronização de processos na cadeia de abastecimento, gerencia o sistema de códigos de barras para produtos usado por mais de um milhão de empresas em bilhões de produtos em todo o mundo. A GS1 desenvolveu uma série de serviços de compartilhamento de dados para permitir que marcas e varejistas consigam compartilhar informações corretas sobre os seus produtos no mundo digital. Esses serviços dão aos desenvolvedores de aplicativos e ao mercado de mobilidade acesso a informações necessárias para transformar inovações como o Google Glass em realidade para os consumidores finais.
  
“O comportamento dos consumidores está sempre se modificando e há uma necessidade constante para acesso a informações sob demanda. Isso faz da nova geração de leitores de código de barras uma peça-chave para os consumidores acessarem dados. A nossa apresentação usando o Google Glass é uma forma inovadora de mostrar a varejistas, fabricantes e provedores de soluções móveis como imaginar o futuro e como vamos compartilhar as informações em dispositivos móveis”, explica Malcolm Bowden, presidente da divisão Global Solutions da GS1. 
 
“Se tivermos sucesso em inspirar o ecossistema móvel a ver os cenários possíveis ao implantar as especificações que estamos desenvolvendo, então, esta será uma proposta interessante para os consumidores. Gostaríamos de ver, no futuro, todos esses dados armazenados da cadeia de abastecimento em todos os aparelhos Android ou IOS”, acrescenta Malcolm Bowden.
 
A GS1 e a OMA, organização de padronização móvel líder de mercado, trabalham em colaboração desde 2011 para permitir que recursos de leitura de código de barras possam ser instalados diretamente nos dispositivos móveis. As duas organizações estão criando especificações baseadas nos padrões existentes, as quais os fabricantes de dispositivos móveis poderão usar ainda em 2014. Isso facilitará o processo para desenvolvedores de aplicativos adicionarem recursos de leituras de código de barras e conectar informações reais de produtos nas suas aplicações. 
 
“Os padrões da GS1 e da OMA desempenham um papel fundamental para permitir que a visão de consumidor conectado aconteça. Ele terá confiabilidade na informação de suas compras e no uso dos seus produtos e serviços”, afirma Gary K. Jones, chairman do conselho do OMA. “Com o nosso conhecimento do mercado de mobilidade, tivemos condições de colaborar com a GS1 para desenvolver especificações que permitirão inovações para os setores de m-commerce e para a indústria de publicidade móvel, que vai acabar gerando benefícios aos consumidores por uma nova geração de aplicativos bem mais intuitivos.”
 
A demonstração com o Google Glass pode ser vista na quarta-feira, no dia 26 de fevereiro de 2014, no Theatre District, Hall 8.0, Theatre D, entre 15h e 19h. Para participar do evento, visite www.mobileworldcongress.com/open-mobile-alliance/​.


Olá ,
Contamos com sua participação em uma rápida pesquisa sobre nosso portal!