Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
Bem-vindo à GS1 Brasil A Linguagem Global dos Negócios
Navegar para Cima

Skip Navigation LinksIsofarma--controle-de-medicamentos-com-GS1-Datamatrix

Compartilhe:
04/02/2015

Isofarma: controle de medicamentos com GS1 DataMatrix

A Isofarma, fabricante nacional de produtos farmacêuticos, adotou a tecnologia de identificação GS1 DataMatrix para qualificar o rastreamento e distribuição em suas linhas de medicamentos.

A iniciativa surgiu a partir de uma solicitação e parceria com o Hospital Israelita Albert Einstein de São Paulo, reduzindo o desperdício existente no processo de fracionamento (individualização dos medicamentos).

Segundo a fabricante, o processo de individualização dos medicamentos envolve mão de obra e o custo adicional de manutenção das etapas de reembalagem e reetiquetagem, além de erros que podem ocorrer com a identificação incorreta dos itens.

O projeto contou com a adequação do sistema de codificação de rótulos, além de treinamentos técnicos in company e assessoria na implantação da qualidade de código de barras.

Foram adquiridos equipamentos como impressoras compatíveis com a geração e a impressão de códigos bidimensionais e leitores de códigos de barras compatíveis com a leitura de códigos de barras bidimensionais GS1 Datamatrix.

De acordo com a fabricante, a unitarização em ambiente hospitalar possui responsabilidade direta na redução do prazo de validade do medicamento, uma vez que é necessário que o produto seja removido de sua embalagem primária original e reembalado.

"A validade do medicamento deve ser reduzida a 25% do tempo restante da data original do fornecedor. Há ainda possibilidade de falhas decorrentes de erros de digitação (nova identificação do medicamento, número do lote e dados referentes à validade do produto), o que pode gerar erros graves como a troca de medicamentos direcionados ao paciente", afirma a companhia.

Para a GS1 Brasil, o projeto piloto teve por finalidade testar o domínio dos conceitos da codificação Datamatrix, estudar o impacto real da implantação efetiva nas linhas de produção e garantir o fornecimento de produtos com qualidade aos clientes.

Para que o projeto se tornasse operacional e rotineiro, foram feitas parcerias com hospitais de referência nacional e internacional, como o Hospital Alemão Oswaldo Cruz, Hospital Sírio-Libanês, Santa Joana Pro Matre e Hospital Moinhos de Vento, instituições que já empregam o código GS1 DataMatrix no controle interno de medicamentos.