Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
Compartilhe:
08/07/2016

Regras simples e claras para definição de GTINs para utilização no comércio via Omni-Channel

O novo padrão de gerenciamento de GTIN torna as decisões mais fáceis para as empresas

Em 30 de junho, as regras existentes de alocação de GTIN passaram por uma transição, para um novo padrão. Tais mudanças farão com que o gerenciamento de GTINs se torne mais fácil e mais intuitivo para o varejo.
                    
Durante anos, as empresas de diversos setores ao redor do mundo têm aplicado regras padronizadas para tomar decisões fundamentais sobre a identificação do produto, usando GTINs. Com o tempo, no entanto, as regras de alocação GTIN tornaram-se difíceis de trabalhar e com ambiguidades. Isto resultou em uma crescente falta de conformidade dos setores e custos adicionais desnecessários com relação a alocação de GTINs.

O novo Padrão GS1 de Gerenciamento de GTIN ajuda a abordar estas questões. O novo padrão foi organizado em torno de um conjunto de princípios claros de negócios e apresentados em um formato fácil de entender, tornando o padrão mais simples para as empresas e mais fácil de compartilhar e explicar.

O novo padrão é composto de 10 regras, simplificado de 46 regras antigas. Apesar de simplificado, não há nenhuma grande mudança à lógica de gestão do GTIN. A J.M. Smucker Company é prova disto. Recentemente, a empresa aplicou as novas regras de gestão do GTIN ao avaliar mudanças de identificação necessárias para 125 de seus produtos.

"O novo padrão tornou mais fácil a tomada de decisões e a comunicação dessas decisões em toda a organização com economia de tempo e dinheiro para a nossa empresa", disse Lori Bigler, Diretor na J. M. Smucker Company. "Usando as novas regras, a avaliação de alocação de GTINs de 125 produtos foi feita em minutos ao invés de dias."

A clareza e a coerência da nova norma é particularmente importante para as empresas que apoiam o comércio omni-channel.

"O novo Padrão GS1 de Gerenciamento de GTIN ajudará a indústria a obter a identificação única do produto desde o início", diz o CEO e Presidente da GS1 Miguel Lopera. "Isso vai proporcionar à indústria a estrutura necessária para futuros debates sobre pequenas variações em produtos que não exigem mudança de GTIN e são necessárias para apoiar experiências de compras através do omni-channel".

Os membros que desejam ficar compatíveis com o Padrão GS1 para a gestão do GTIN terão de começar a usar o novo padrão a partir de 30 de junho, mas a transição operacional para as empresas deve ser praticamente invisível.

Para mais informações sobre a Padrão GS1 de Gerenciamento de GTIN , visite www.gs1.org/gtinrules.