Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
Bem-vindo à GS1 Brasil A Linguagem Global dos Negócios
Navegar para Cima

Skip Navigation Linksseguranca-do-consumidor-na-30-fispal-tecnologia

Compartilhe:
04/06/2014

Segurança do consumidor na 30ª fispal tecnologia

​Durante a 30ª Fispal Tecnologia-Feira Internacional de Embalagens, Processos e Logística para as Indústrias de Alimentos e Bebidas, a Associação Brasileira de Automação-GS1 Brasil – responsável pela criação e administração de padrões para a cadeia de suprimentos como identificação de produtos comerciais, captura automática de dados e compartilhamento de informações – demonstra a implantação de processos de rastreabilidade e autenticidade de produtos. O código de barras que identifica os produtos na cadeia de abastecimento é certificado pela associação e serve como padrão de linguagem mundial.

 
Acompanhe nossas atualizações no Facebook, no LinkedIne no Twitter.
 
 
A proximidade de grandes eventos internacionais chama a atenção para a responsabilidade dos segmentos de comércio e serviços em relação à qualidade. Motivados pela Copa do Mundo de 2014, órgãos públicos de vigilância sanitária intensificam ações de fiscalização, com o consequente aumento da preocupação e cuidados a serem observados pelos produtores. Por isso, Associação Brasileira de Automação-GS1 Brasil orienta indústria, distribuição e varejo em relação à padronização na identificação de produtos e a segurança do consumidor quando se fala de rastreabilidade dos itens nos setores de alimentação, saúde, química, fármaco e cosméticos.
 
Para o presidente da Associação Brasileira de Automação-GS1, João Carlos de Oliveira, a presença da entidade no evento é fundamental para o relacionamento com a indústria e a informação precisa sobre o código de barras. “Do ponto de vista legal, todas as embalagens devem conter uma série de informações de diversas naturezas que vão de acordo com o tipo de produto e o órgão que regula o setor. Isso colabora para que o uso do código seja uma etapa inseparável nos processos entre varejistas e fabricantes; ele indica aos sistemas de automação o que há de mais importante, a identificação dos produtos, que é chave para estas e outras informações.”
 
Segurança - A segurança do consumidor é uma questão prioritária para a cadeia de suprimento de alimentos. A identificação padronizada e a implantação do processo de rastreabilidade são métodos que garantem a segurança do produto e dos consumidores. Flávia Costa, assessora de soluções de negócios da Associação Brasileira de Automação-GS1 Brasil, explica que o processo de rastreabilidade deve responder a cinco perguntas básicas: “o quê, quando, de onde, por onde e para onde”, além dos seguintes fatores: econômico, segurança do consumidor e cumprimento legal. “Um problema na cadeia produtiva é um problema de todos”, alerta a assessora. Segundo ela, quanto mais parceiros na cadeia de suprimentos e mais processos de negócios, maior é a complexidade nos sistemas de informação.
 
A informação assume um papel cada vez mais estratégico para os negócios, e conhecer o produto que está sendo comprado passa a ser prioridade para as empresas. Atenta a essa necessidade, a Associação Brasileira de Automação-GS1 Brasil lança uma nova versão do Gepir (sigla em inglês de Global Electronic Party Information Registry), que verifica a autenticidade dos códigos de barras dos produtos a partir de uma base de dados compartilhada mundialmente.
 
A ferramenta, além de indicar qual é a empresa proprietária do código de barras e apresentar dados como o CNPJ, nome e endereço da associada, também apresentará informações detalhadas de um produto, as quais podem conter descrição do item, marca e até mesmo um link para o site do produto ou do fabricante. Essa nova forma de pesquisa se integra com a ferramenta Cadastro Nacional de Produtos (CNP) da GS1, a partir da qual é possível obter as informações de um determinado produto.
 
O serviço é gratuito e está disponível na página da entidade na internet (www.gs1br.org/gepir​). Basta realizar um cadastro para ter acesso, sem a necessidade de ser associado. Outra opção para os usuários é fazer o acesso por meio de qualquer dispositivo com internet, com funcionamento ininterrupto.
 
O Gepir também permite verificar dados de mercadorias fora das fronteiras do Brasil. O serviço possibilita examinar mais de um milhão de empresas em 100 países, graças à base de dados compartilhada. Só serão encontrados, na busca, produtos de associados da GS1, que são os responsáveis pela inclusão das características de cada produto cadastrado.
Olá ,
Contamos com sua participação em uma rápida pesquisa sobre nosso portal!