Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
Bem-vindo à GS1 Brasil A Linguagem Global dos Negócios
Navegar para Cima

Skip Navigation LinksPalavra-do-presidente---Setembro-2020

Compartilhe:
11/09/2020

Palavra do presidente - Setembro 2020

Realizamos constantes estudos para medir o desempenho da produção e da economia, que tem como objetivo, contribuir com a reação positiva do empresariado do país. Desde o início do distanciamento social causado pela pandemia, a entidade se empenha em levantar dados com as empresas associadas para buscar meios de auxiliá-las em estratégias de recuperação no momento da crise. O estudo “Impactos da pandemia no cenário nacional” colhe informações desde abril e concluiu sua quinta edição em agosto.
 
Essa última edição apresentou sinais positivos de recuperação das empresas consultadas com resultados como por exemplo, a queda de 85% para 64% que sentiram redução no faturamento. A empregabilidade também é um item importante que foi notado, pois em maio, houve o pico de 67% de empresas que pretendiam reduzir o quadro de funcionários ou remanejá-los para outras funções. Hoje, esse porcentual é de 54%.
 
A produção é um dos itens que chama mais a atenção, pois em abril 53% das empresas que responderam pretendiam programar redução no ritmo em 30 dias. Na quinta etapa, esse número cai para 15%.
 
Já o recurso de vendas por meios digitais é o destaque, pois de abril a agosto cresceu de 14% para 27% o porcentual de empresas que passaram a aproveitar os marketplaces e o e-commerce como canais de vendas. No início do isolamento, mais da metade das empresas tinha suas vendas baseadas unicamente no mundo físico. Na segunda edição houve uma leve movimentação que se consolidou na terceira e quarta edições do estudo, chegando a 56% das empresas vendendo de forma digital em agosto. O uso do WhatsApp como única ferramenta digital atinge cerca de 15% das empresas. Essa movimentação para as vendas digitais acontece independentemente das atividades de alguns setores que voltaram às vendas presenciais.
 
O cenário para o setor da logística é mais um que passou por alterações neste último mês de pesquisa. O número de empresas que tiveram crescimento nas operações logísticas e de entregas passou de 10% na primeira edição para 18% em julho, mantendo o patamar em agosto.
 
Vale a pena conferir todas as edições dessa pesquisa em: https://www.gs1br.org/educacao-e-pratica/impactos-pandemia
 
Um forte abraço,
 
João Carlos